CFF DISCIPLINA NOVAS NORMAS SOBRE ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO COMO AUDITOR


O CFF – Conselho Federal de Farmácia, por meio do referido Ato, revoga a Resolução 508 CFF, de 29-7-2009 (Fascículo 32/2009), para disciplinar novas normas relativas às atribuições do farmacêutico o exercício de auditorias. Sendo assim, destacamos:

Nas auditorias realizadas onde se praticam atividades relacionadas ao âmbito da profissão farmacêutica, a equipe de auditoria deve contar com, pelo menos,umfarmacêutico especialista na área a ser auditada.

Para o exercício profissional como auditor, o farmacêutico deve estar inscrito no CRF – Conselho Regional de Farmácia de sua jurisdição e com sua situação regularizada junto ao órgão. É vedado ao farmacêutico, na função de auditor, recomendar ou intermediar acordos entre as partes envolvidas nas ações de auditoria, quando isso implicar a restrição do exercício da profissão farmacêutica, bem como seus aspectos pecuniários.

Ao farmacêutico, apesar de ser remunerado pela atividade de auditoria, fica vedado perceber gratificação ou valores vinculados às glosas efetuadas no exercício da função de auditor. Para fins de esclarecimento, glosa é a supressão total ou parcial de uma quantia averbada em um escrito ou em uma conta.


0 visualização

Grupo MCX

Matriz: Rua José Cláudio Rezende, 300 - 2º e 3º andar - Estoril - Belo Horizonte - MG - CEP 30.494-230 - Telefone (31) 2515-4745

Filial SC: Rua 2500 n:1300 conj 101 A - Centro - Balneário Camboriú/SC - CEP 88.330.396 - Telefone (47) 3081-2030

Filial ES: Av. Nossa Senhora dos Navegantes, 451 - sl 1809 - Edifício Petro Tower - Enseada dp Suá - Vitória - ES - CEP 29.050-917

© 2017 - Grupo MCX